Hoje decidi vir até aqui. Vim até aqui para "cuscar" as boas coisas do passado.. Ah, mas que coisas boas!
Eu volto, eu sempre volto para ti e para nós, é aquilo que eu sempre faço. Não importa quantas vezes eu vá embora, eu vou voltar. Porquê? Porque me importo, porque tenho o meu lado diferente das outras. Tu sabes que te podes surpreender comigo, tal como sabes que eu própria mal me consigo compreender e que sou complicada.
Eu já fui meiga, num passado distante. Hoje, só consigo ser contigo. Mas mesmo assim infelizmente eu mudei e continuo a mudar. Não que eu tenha mudado para pior, acho que apenas me tornei forte. Porque perco uma pessoa por dias, perco-me por aí, perco pessoas para "sempre". Que raio de palavra. Acho que sofri muito e sem me lamentar eu agora sou forte, mas desabo ás vezes. Bem cá no fundo no interior, eu ainda existo. Eu ainda sou meiga e carinhosa. Precisei de construir uma barreira tipo um muro há minha volta para não ser magoada nem me desiludir. Palavras tão feias. Sou como tu, tenho o coração como tu. De pedra, mas na verdade não é. Um coração que não ama muitos, mas as poucas pessoas que ele ama é muito. Tal como o nosso sentimento.

1 comentário:

  1. ando cheia de trabalhos e frequências, mas como é uma coisa que gosto até nem me importo muito :)

    ResponderEliminar